Você está aqui: Página Inicial / Megaeventos / Olimpíadas Rio 2016 / Modalidades / Hipismo

Hipismo



História

A ligação entre homem e cavalo é milenar, e o primeiro tratado de que se tem notícia sobre o adestramento de cavalos para fins militares remonta a 1.360 a.C.. Foi elaborado por Kikkulis, hábil adestrador e professor de equitação do antigo reino de Mitanni, localizado em uma região que hoje abriga parte das terras de Turquia, Síria e Iraque.
 
Apesar de terem sido usados para fins militares por séculos e em diferentes regiões do planeta, os cavalos ganharam posição de destaque nas Olimpíadas da Grécia Antiga. Há relatos de que a famosa corrida de bigas, impulsionadas por quatro cavalos, foi incluída na edição das olimpíadas de 648 a.C..
 
A arte de saltar com cavalos como competição tem sua origem no século 19, época em que os conjuntos formados por cavaleiro e cavalo já tinham o hábito de saltar durante as caçadas. Em 1868, a Real Sociedade de Dublin em Bell´s Bridge promoveu uma prova de salto em altura e outra de salto em distância, com o objetivo de testar a capacidade dos cavalos de caça.
 
Tomas HolcbecherAlguns anos depois, em 1881, a mesma Real Sociedade de Dublin voltou a inovar e desenvolveu o que serviria de molde para as competições atuais. Foi criada uma pista em que os conjuntos (nome dado ao par formado por cavalo e cavaleiro ou amazona) tinham que superar quatro obstáculos. Dois deles eram fixos, um se apresentava como uma parede de pedra e o outro consistia em uma espécie de tanque d’água escavado no solo.
 
No início do século 20, o italiano Federico Caprilli revolucionou a técnica de saltos com cavalos ao desenvolver um refinado método que até hoje é adotado. Segundo sua teoria, o cavalo corre melhor quanto tem liberdade de movimentos e, principalmente, se conseguir estender o pescoço. Assim, Caprilli criou uma técnica para que o animal não sofresse com o puxar das rédeas, permitindo que o cavaleiro pudesse saltar sentado, sem precisar inclinar-se para trás. A técnica foi batizada de “assento adiantado” e, por conta dela, Caprilli é considerado o pai da equitação moderna.
 
Como esporte olímpico, o hipismo foi disputado pela primeira vez nos Jogos de 1900, em Paris, com provas de saltos. A modalidade só retornou às Olimpíadas em 1912, em Estocolmo, tendo, depois disso, aparecido em todas as edições.

As provas

A modalidade se divide em:
Hipismo salto;
Hipismo adestramento;
CCE (concurso completo de equitação).
 
Curiosidades

Terceira idade
O hipismo registra dois dos atletas mais velhos de todos os tempos na disputa dos Jogos Olímpicos. Em 1936, durante as Olimpíadas de Berlim, o austríaco Arthur Von Pongracz tinha 72 anos e 59 dias quando participou das provas. Ele é o segundo atleta mais velho da história olímpica, perdendo apenas para o atirador sueco Oscar Swahn, que tinha 72 anos e 281 dias quando disputou os Jogos da Antuérpia, em 1920. Entre as mulheres, a amazona britânica Lorna Johnstone é, disparada, a mais velha a ter disputado uma Olimpíada. Ela tinha 70 anos e seis dias quando competiu em Munique, em 1972. A segunda mais velha de todos os tempos é a canadense Marjory Saunders, praticante do tiro com arco, que, também em Munique-1972, competiu aos 59 anos e 184 dias.
 
Olimpíada em dois países ao mesmo tempo?
O hipismo provocou um fato inusitado durante as Olimpíadas de Melbourne, em 1956, que jamais se repetiu em toda a história dos Jogos. Naquele ano, o governo australiano, temendo a contaminação de seus rebanhos, impôs que todos os cavalos e éguas que competissem nas Olimpíadas fossem submetidos a uma quarentena longe de seus tratadores. O Comitê Olímpico Internacional (COI), então, decidiu que as provas das Olimpíadas de 1956 de hipismo não seriam disputadas em Melbourne. Assim, as competições da modalidade ocorreram em Estocolmo, na Suécia.
 
Homens e mulheres competindo juntos
O hipismo é a única modalidade olímpica em que homens e mulheres competem juntos na disputa por medalhas, nas provas mistas, em condições de igualdade.

Acesse também

Confederação Brasileira de Hipismo (CBH)
Site:
www.cbh.org.br
E-mail: gerente@cbh.org.br
Federação Internacional de Hipismo (FEI): www.horsesport.org