Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Seleção masculina sub-19 é campeã por equipes do Pan-Americano da Juventude

Tenis de mesa

15/09/2021 10h33

Tênis de mesa

Seleção masculina sub-19 é campeã por equipes do Pan-Americano da Juventude

Resultado vale vaga no Mundial Juvenil de tênis de mesa, que será disputado em Portugal, em dezembro. Time feminino sub-19 termina com o bronze

A terça-feira (14.09) foi especial para o Brasil no Campeonato Pan-Americano da Juventude de tênis de mesa, que está sendo realizado em Santo Domingo, na República Dominicana. Na disputa por equipes, a Seleção masculina sub-19, formada por Diogo Silva, Henrique Noguti, Kenzo Carmo e Richard Pinheiro, conquistou o ouro ao derrotar o Chile na decisão por 3 a 0. O dia ainda teve mais uma medalha no torneio por equipes: bronze para o feminino sub-19. O resultado dos meninos garantiu a vaga no Mundial Juvenil, que será disputado em Portugal, no mês de dezembro.

15092021_tenis_mesa32.jpg
Equipe masculina sub-19 no topo do pódio. Foto: CBTM

O primeiro jogo da final masculina foi entre Diogo Silva e Jeremias Paredes. O brasileiro começou perdendo o primeiro set por 11 a 9, mas, depois da parcial negativa, dominou o duelo e venceu os três sets seguintes (11/5, 11/3 e 11/5). Com isso, o Brasil largou na frente no embate: 1 a 0.

O segundo confronto foi entre Kenzo Carmo e Eusebio Vos. E foi uma partida de tirar o fôlego. A exemplo do compatriota, Carmo começou perdendo o primeiro set: 11 a 6 para o chileno. Os dois sets seguintes foram do brasileiro com ambas as parciais em 11 a 5. No quarto set, Vos voltou a equilibrar o duelo e conseguiu empatar ao aplicar 11 a 6. O set decisivo foi nervoso. O chileno chegou a abrir 8 a 5, mas Carmo fez seis pontos seguidos e fechou a parcial em 11 a 8. A equipe brasileira abriu a dianteira em 2 jogos a 0.

O duelo que decidiu a medalha brasileira foi entre Henrique Noguti e Matias Pedraza. O atleta do Brasil teve um bom início de confronto ao vencer o chileno por 11 a 6. Pedraza voltou mais ligado e dificultando o jogo do brasileiro no segundo set e venceu por 11 a 9. A partir daí, o mesa-tenista do Brasil não deu mais chance ao adversário e triunfou nos dois sets seguintes, ambos por 11 a 6. Com os 3 a 1 da partida de Noguti, o Brasil fechou o embate em 3 jogos a 0 e ficou com o ouro.

“Em todos os jogos os meninos atuaram confiantes. Jogamos juntos do começo ao fim. Contei muito com a ajuda deles no banco. Senti que estavam felizes. Absorvemos bem a pressão quando nos colocavam em situação complicada. Sempre busquei lembrar a eles do leque de recursos que temos e todos souberam colocar em prática, aproveitaram as chances”, comemorou a técnica da Seleção, Lígia Silva.

Feminino com o bronze

Após grande vitória sobre o Canadá nas quartas de final, a equipe brasileira sub-19 acabou ficando nas semifinais, o que garantiu o bronze ao quarteto do Brasil, formado por Giulia Takahashi, Lhays Stolarsky, Laura Watanabe e Livia Lima. O revés foi frente ao México, que aplicou 3 jogos a 0 no confronto.

A primeira brasileira a ir à mesa foi Giulia Takahashi, reserva da equipe que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela acabou derrotada por Arantxa Aceves por 3 sets a 2 (11/8, 8/11, 11/6, 8/11 e 6/11). Posteriormente, foi a vez de Laura Watanabe. A brasileira foi superada por Clio Barcenas pelo mesmo placar da compatriota. As parciais foram 7/11, 11/8, 8/11, 11/4 e 3/11. Por fim, a vitória de Monica Muñoz sobre Livia Lima sacramentou o triunfo mexicano nas semifinais: vitória por 3 a 0, com parciais de 11/7, 11/8 e 13/11.

“O Pan foi muito importante para elas observarem os pontos a serem melhorados. Tenho certeza de que o campeonato vai ser um divisor de águas para as meninas melhorarem ainda mais na carreira delas”, avaliou o treinador Hideo Yamamoto, responsável pela equipe feminina na competição.

Os Estados Unidos acabaram ficando com o ouro, após passarem pelo México na final, por 3 jogos a 1.

Fonte: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa