Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Rebeca Andrade, Caio Souza e Arthur Nory representam o Brasil no Mundial do Japão

Atletismo

18/10/2021 11h07

Ginástica Artística

Rebeca Andrade, Caio Souza e Arthur Nory representam o Brasil no Mundial do Japão

Campeã olímpica no salto, Rebeca também vai disputar as provas das paralelas e da trave

Os ginastas do Brasil que vão participar do Mundial de Ginástica Artística de Kitakyushu, que terá início às 21h45 da segunda-feira (18.10), tentarão ampliar a expressiva série de conquistas do país no evento. Desde 2001, a Ginástica do Brasil subiu 14 vezes ao pódio.

Os atletas já tiveram contato com os aparelhos do ginásio de competição, o Kitakyushu City Gimnasium, nos treinamentos de pódio, em que treinadores e atletas costumam fazer os últimos ajustes. O treinamento de pódio de Rebeca foi realizado na noite de sexta-feira para sábado, pelo horário brasileiro, e o dos ginastas que representarão o País, na noite de sábado para domingo.

Nory, Rebeca e Caio: equipe de peso no Japão. Foto: Confederação Brasileira de Ginástica.

Além de Rebeca, que vai se envolver nas disputas do salto (aparelho em que é a atual campeã olímpica), paralelas assimétricas e trave, o Brasil contará com o atual campeão mundial na barra fixa, Arthur Nory, e com Caio Souza, que compete no individual geral.

Caio Souza, finalista olímpico no individual geral e no salto nos Jogos de Tóquio, tenta se manter entre os 24 melhores do mundo. Na recente disputa do Brasileiro, em Aracaju, o ginasta de Volta Redonda fez uma belíssima apresentação nas argolas, que lhe daria a sexta colocação na fase de classificação olímpica, com 14.850, atrás justamente de Arthur Zanetti, que obteve 14.900. Caio concluiu a série com um triplo mortal, justamente o movimento que Zanetti arriscou na final olímpica.

Nory, segundo Goto, também trabalhou firme em Kitakyushu. O ginasta de Campinas tentará alcançar novamente a final na barra fixa. “Ele está focado no Mundial, treinando muito bem. Ginástica é momento. É acertar a série e passar para a final. O foco agora é a classificatória. Na final, teremos os oito mais bem classificados e que vença o melhor”.

CONQUISTAS DO BRASIL EM MUNDIAIS DE GINÁSTICA ARTÍSTICA

2001
Daniele Hypólito – Prata - Solo – Ghent (BEL)

2003
Daiane dos Santos – Ouro - Solo – Anaheim (EUA)

2005
Diego Hypólito – Ouro - Solo – Melbourne (AUS)

2006
Diego Hypólito – Prata - Solo – Aarhus (DIN)

2007
Diego Hypólito – Ouro - Solo – Stuttgart (ALE)
Jade Barbosa – Bronze - Individual Geral – Stuttgart (ALE)

2010
Jade Barbosa – Bronze - Salto – Roterdã (HOL)

2011
Arthur Zanetti – Prata - Argolas – Tóquio (JAP)
Diego Hypólito – Bronze - Solo – Tóquio (JAP)

2013
Arthur Zanetti – Ouro - Argolas – Antuérpia (BEL)

2014
Arthur Zanetti – Prata - Argolas – Nanning (CHN)
Diego Hypólito – Bronze - Solo – Nanning (CHN)

2018
Arthur Zanetti – Prata - Argolas – Doha (QAT)/2018

2019
Arthur Nory – Ouro - Barra Fixa – Stuttgart (ALE)

Fonte: Confederação Brasileira de Ginástica