Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Pinheiros conquista o pentacampeonato no Troféu Brasil de atletismo

Atletismo

14/12/2020 09h27

Atletismo

Pinheiros conquista o pentacampeonato no Troféu Brasil de atletismo

Clube paulistano somou 511,5 pontos na classificação geral, levando os títulos também das categorias masculina e feminina. Felipe Vinícius Santos (AABLU), no decatlo, e Gabriele Sousa Santos (Pinheiros), no salto triplo, são eleitos os melhores atletas

O Esporte Clube Pinheiros confirmou o favoritismo e conquistou na manhã deste domingo (13.12) o pentacampeonato do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em São Paulo. A equipe venceu na classificação geral, com 511.5 pontos, no masculino, com 214, e no feminino, com 297,5 pontos.

Foto: Wagner Carmo/CBAt

A Orcampi, de Campinas, que havia sido campeã brasileira recentemente sub-18 e sub-20, comemorou o vice-campeonato, com 211 pontos, sendo também segunda colocada no feminino (115) e terceira no masculino (96). A AABLU, de Blumenau, ficou em terceiro lugar no geral, com 194 pontos, ficando em segundo no masculino (116) e em terceiro no feminino (78 pontos).

Dos 126 clubes participantes da competição, 74 marcaram pontos, colocando atletas entre os oito finalistas. Na classificação de medalhas por estado, São Paulo conquistou 68 pódios, sendo 26 ouros, 21 pratas e 21 bronzes. Santa Catarina ficou na segunda colocação, com 26 (9, 7 e 10), seguida do Paraná, com 11 (4, 5 e 2).

Os melhores atletas da competição, eleitos por um júri especial, escolhido na quarta-feira (9.12) na reunião virtual, que substituiu o Congresso Técnico, foram Felipe Vinicius dos Santos (AABLU) e Gabriele Sousa dos Santos (Pinheiros).

Felipe venceu a prova do decatlo, com 8.364 pontos, a segunda melhor na história da América do Sul, obtendo o índice olímpico para os Jogos Olímpicos de Tóquio. “O título de melhor atleta é mais uma recompensa por todos os sacrifícios feitos nos últimos anos”, comentou o paulistano.

Já Gabriele levou o título de melhor participante do feminino pelo segundo ano seguido. Ela venceu o salto triplo, com 14,17m e ficou em 17º lugar no ranking mundial da prova. “Queria uma marca melhor e fico feliz com o prêmio. Meu objetivo agora é 2021. Não quero só o índice olímpico, quero fazer a final em Tóquio”, observou.

Fonte: Confederação Brasileira de Atletismo