Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Brasil vence Uruguai e lidera grupo no Pré-Olímpico de futebol

Futebol

23/01/2020 14h54

Futebol

Brasil vence Uruguai e lidera grupo no Pré-Olímpico de futebol

Pela segunda rodada, Brasil derrotou a Celeste por 3 a 1 e está no topo do Grupo B

Em busca da vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Seleção Brasileira conquistou mais uma importante vitória nesta quarta-feira (22). No Torneio Pré-Olímpico disputado na Colômbia, a equipe comandada por André Jardine bateu o Uruguai por 3 a 1. O jogo foi disputado no Estádio Hernán Ramirez Villegas, na cidade de Pereira.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF


Após estreia com vitória, o Brasil agora soma seis pontos na tabela e lidera o Grupo B. Uruguai e Paraguai têm três pontos cada, enquanto Bolívia e Peru ainda não venceram. Os dois primeiros da chave avançam para o quadrangular final, que dará duas vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O próximo jogo da seleção será contra a Bolívia, no dia 28, às 22h30 (de Brasília), no Estádio Centenário, em Armênia.

O jogo
O Brasil partiu para o ataque logo que a bola saiu. Antony cruzou na área e Matheus Cunha cabeceou para o gol, vendo o goleiro Arruabarrena fazer a defesa. O Uruguai respondeu na sequência, com Ramírez chutando com perigo à esquerda de Ivan.

Depois, o domínio foi total da Canarinho, que teve mais posse de bola e funcionou bem no meio-campo. Com boas chegadas pela direita, o primeiro gol brasileiro saiu aos 14 minutos. Antony cruzou na medida para Pedrinho, que entrou livre na pequena área e abriu o marcador: 1 a 0. Controlando as ações, o time de André Jardine quase ampliou aos 22, quando Bruno Guimarães se livrou da marcação, aplicou bela caneta em Cáceres e passou para Matheus Cunha, que foi parado no goleiro uruguaio.

O segundo gol não demorou a sair. Aos 29, Matheus Cunha tentou roubar a bola de Cáceres e acabou derrubado dentro da área por Arruabarrena. O próprio camisa 9 foi para a cobrança e chutou rasteiro no meio para fazer 2 a 0. Controlando as ações, o Brasil foi trocando passes sem dar espaços para a equipe uruguaia.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF


Na volta do intervalo, o Uruguai esboçou uma reação logo aos dois minutos, quando Ramírez cabeceou e viu Ivan fazer excelente defesa. No rebote, Bueno chutou para fora. Depois, a Seleção voltou ao ritmo da etapa inicial e segurou as investidas do adversário. Aos 15, Paulinho recebeu ótimo cruzamento pela esquerda e tentou o toque por cima, mas o goleiro uruguaio saiu bem para fazer a defesa. Nas outras chegadas da Celeste, a defesa brasileira afastou o perigo, com destaque para Nino, aos 18, que bloqueou a finalização de Waller.

Ainda buscando mais gols, o Brasil ampliou aos 32, quando Matheus Henrique lançou Pepê na esquerda, que entrou na área e marcou um belo gol por cobertura: 3 a 0. Na sequência, Ivan fez ótima defesa no chute de Viñas. Mas, no lance seguinte, Waller cobrou escanteio, e Bueno cabeceou para descontar para os uruguaios. Nos instantes finais, Bruno Tabata ainda chegou bem em dois lances, mas o marcador não foi mais alterado.

BRASIL: Ivan, Guga, Robson Bambu, Nino e Caio Henrique; Bruno Guimarães, Matheus Henrique e Pedrinho; Antony (Bruno Tabata), Paulinho (Pepê) e Matheus Cunha (Reinier); Técnico: André Jardine.

Fonte: Confederação Brasileira de Futebol